quarta-feira, 28 de maio de 2014

As Leis Espirituais

1-Nenhum membro da Fraternidade burla a Lei do Karma. 
2 - Nenhum mestre trabalha de forma egoísta.  
3- Não existe verdadeiro mestre sem a conexão com o divino.

Vou falar um pouco sobre os 3 itens digitados acima.  

1- Não se burla a Lei do Karma simplesmente porque é impossível. Não existe efeito sem causa nem causa sem efeito. A Lei do Karma é a Lei da manifestação, é a Justiça do universo. Podemos purificar o karma porém não podemos impedir que o que emanamos retorne para nos.

2- Nenhum mestre real trabalha de forma egoísta. É simples, como discípulos a primeira coisa que aprendemos são as Leis universais e como adeptos de uma Fraternidade consciente de seres divinos aprendemos que as condições para permanecermos na mesma é compreender, amar e respeitar estas Leis. Mestres da Fraternidade somente trabalham de forma altruísta, buscando uma perfeição que muitos(deste mundo material) chamariam de utopia porém é apenas uma reprodução, um costume do lugar aonde os mestres habitam. Neste lugar todos já possuem consciência de que tudo no universo está ligado e quando uma só alma se ilumina, quando uma só alma se liberta, tudo é todos do universo estão mais livres e iluminados. A comunhão com Deus faz com que servir seja uma alegria constante embora as vezes as forças destes filhos de Deus pareça se esgotar. Quando as energias parecem se esgotar o espírito passa por uma transformação e um grau ainda maior de luz é alcançado. A energia que foi empregada no bem, o amor que atingiu todas as manifestações retorna a ele e o firma em uma nova iniciação, o degrau que parecia o fim torna - se o primeiro. O filho de Deus renasce em uma configuração transcendente, ainda mais amável e sábia.

3- Quando alcançamos o discipulado o mestre passa a nós ensinar que somos parte de Deus e que ele vive em nós de forma única. Cada passo do discipulado é um redescobrir de si mesmo, é inicialmente uma reconexão, depois torna - se manifestação. A diferença do mestre e do discípulo é que o discípulo e Deus em estado de sonho e mestre é Deus desperto. O mestre não está reconectado apenas, eles já está manifestando Deus, Deus vive e está consciente. Enquanto mais elevado o mestre maior sua manifestação e mais misteriosa se torna sua natureza para o seres que vivem apenas a realidade do mundo natural.  

Sumo Sacerdote do Templo Universal Despertar
Mestre Ferdinando Taveira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário