terça-feira, 8 de março de 2016

O Feminino Sagrado





Muito ouvimos sobre o poder e resgate do feminino, mas às vezes essa energia vem com uma certa raiva, devido à falta de respeito que as mulheres ainda podem sofrer na sociedade.
A energia feminina começa a conscientizar-se de um certo movimento em seu interior, uma inquietação – desejo de ir para fora. Desde os séculos XIX e XX a energia readquiriu forças, alcançou o máximo da auto-negação e reagiu. O verdadeiro momento de mudança acontece quando a vítima se recusa a continuar aceitando a situação e reassume seu papel. Recuperamos nossas forças e poder, apesar das dificuldades e começamos o processo de ascensão da energia feminina. 
A nossa capacidade de resgatar o Feminino Sagrado no planeta, esta é a Energia da Nova Era que em união ao Masculino Sagrado pode gerar uma nova geração de paz e amor. Deus Mãe é o grande Útero Cósmico, onde tudo é gerado e também manifestado. Esta energia gera, manifesta e também concretiza. As energias de Deus Mãe nos mantém. 
Na Antiguidade, a Energia de “Deus Mãe” foi reverenciada e era ouvida, numa época em que sacerdotes e sacerdotisas se iniciavam no caminho dos mistérios da Mãe. Hoje existe um resgate dos rituais, sejam como danças sagradas ou rituais xamânicos, que trazem o contato com a natureza, e tudo isso são manifestações da energia da Grande Mãe. Em todas as culturas as próprias mães representam a Energia de Deus Mãe: Ìsis, Kwan Yin, Kali Ma, Shakti, Yemanjá, Búfalo Branco, Mãe Maria e outras ...
Consegue sentir a energia de alegria? A energia do Feminino Sagrado traz esta alegria, traz amor. O Feminino Sagrado traz a energia da Fonte Primordial, esta capacidade de fluir da Luz, do Ser Puro, que abrange tudo, acolhendo, todo aspecto interno das coisas, daquilo que vai se manifestar. Por isso não existe separação como entendemos ainda nesta dimensão, do Feminino Sagrado e do Masculino Sagrado, mas sim uma união que traz a grande dança da Criação Divina.
Ambas energias desceram juntas, num esforço longo e doloroso e vão ascender juntas , em equilíbrio e harmonia, porque a alma individual traz os dois aspectos: feminino e masculino. Quando equilibradas tornam-se mais fortes juntos do que qualquer um poderia ser separadamente. Os aspectos masculino e feminino se encaixam formando um todo unificado.
Neste dia dedicado às mulheres desejo que saibamos reconhecer nosso grande papel na sociedade. Nós, mulheres, somos capazes de exercer papéis diferentes num mesmo dia, porque somos fortes e nossa capacidade de adentrar as situações possibilita isso.

Sejam felizes, realizem-se e transbordem amor.

Namastê.

Chanceler Ana Nardini


Nenhum comentário:

Postar um comentário