sexta-feira, 30 de setembro de 2016

08 de Agosto de 2016, Dia da Sobrecarga Na Terra a Cada Ano Mais Cedo!




Novamente escrevemos aqui sobre esse assunto, a exemplo de publicação feita dia 28 de agosto de 2013, porque o desequilibrio de uso dos recursos na Terra é um assunto alertado pela ciência e imprensa especializada desde a década de 70, com o início da crise do Petróleo e o crescimento da poluição genetalizada. Agora temos desequlibrio climático, a crise da água e a crise de produção de alimentos, também já previamente anunciados.
Há 14 anos uma instituição internacional, a Global Footprint Network – GFN (Rede Global da Pegada Ecológica) parceira da rede WWF (WWF World Wide Fund for Nature (WWF, "Fundo Mundial para a Natureza), trabalha para mensurar o cunsumo humano de recursos no planeta e sua capacidade de fornecimento.

Earth Overshoot Day, em português Dia da Sobrecarga da Terra, é o marco anual de quando a demanda da humanidade sobre a natureza ultrapassa a capacidade de renovação possível para o ano. A data foi criada pela Global Footprint
A cada ano esse tempo reduz, como mostra tabela abaixo:

 

SOBRECARGA DA TERRA X ANO
2000     5 de outubro
2001     4 de outubro
2002     30 de setembro
2003     21 de setembro
2004     13 de setembro
2005     6 de setembro
2006     4 de setembro
2007     2 de setembro
2008     4 de setembro
2009     8 de setembro
2010     31 de agosto
2011     27 de agosto
2012     25 de agosto
2013     22 de agosto
2014     19 de agosto
2015     13 de agosto
2016     08 de agosto

Isso significa que, a cada ano que passa, estamos consumindo os recursos do planeta mais rápido que sua capacidade de regenerar-se. 

”Os dados da GFN apontam que a quantidade de emissão de CO² compõe mais da metade da demanda sobre a natureza. Os custos deste excesso ecológico estão se tornando cada dia mais evidente com o desmatamento, a seca, a escassez de água doce, a erosão do solo, a perda de biodiversidade e o acúmulo de dióxido de carbono na atmosfera. Este último é uma preocupação constante por conta das mudanças climáticas. Consequentemente, os governos têm como prioridade tomar medidas para definir como melhorar o desempenho econômico de longo prazo de sua nação sem deixar de pensar em ações para melhorar a relação do homem com a natureza.

Sozinha, a pegada de carbono da humanidade mais do que duplicou entre 1961 e 1973, quando o mundo entrou em Overshoot ecológico. Continua a ser o componente de maior crescimento do fosso crescente entre a Pegada Ecológica e a biocapacidade do planeta”, afirma Mathis Wackernagel, presidente da Global Footprint Network”. (Fonte: http://wwf.org.br/)


São dados preocupantes, que carecem de atenção dos governantes de cada nação e de instituições e organizações privadas, para que medidas realmente providenciais possam dar andamento à mudanças que possam promover um retrocesso ou uma melhoria nesse quadro.
As populações de países subdesenvolvidos, tenderão a aumentar em um número que, embora não seja claro,  já chega perto 1 bilhão de pessoas que passam fome no mundo.
O que fazer?
O que cada um de nós pode fazer? Um Programa exibido pelo TED Talks, (em português Tecnologia, Entretenimento, Design), um cientista apontou que hoje existem cerca de 1 milhão de organizações particulares, que trabalham para disseminar idéiais de melhoria e, como diz a própria instituição, fundada em 1984, sem fins lucrativos, para realmente dar oportunidade de divulgação às boas pesquisas, as idéias boas merecem ser disseminadas. O problema, como apontou o palestrante, é que essas organizações ainda não se comunicam para que a força seja o fator de mudança necessária. Mas, individualmente, podemos fazer, no nosso dia a dia, pequenas e graduais mudanças de comportamento e de paradigma de visão, que podem influenciar um e contribuir. No Brasil, nem temos coleta seletiva de lixo eficiente! Mas, podemos reduzir o consumo de inutilidades domésticas e diárias, que fazem a diferença e, aos poucos, vamos aprendendo, e muito, e ensinando muito, como nosso exemplo, as outras pessoas.

Hélder Viviane Teles
Ministra da Cura do Templo Universal Despertar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário