sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Mestre Serapis Bey




O Mestre Ascensionado Serapis Bey é o chohan (Dirigente) do Quarto Raio de luz, o raio da Pureza, Harmonia, Ressurreição e Ascensão. O Quarto Raio abrange a Chama do Plano Divino Imaculado.
Mestre disciplinador, trabalha com serafins e querubins, instruindo, examinando e preparando os chelas (discípulos) no caminho da ascensão espiritual. Sob sua proteção está a Chama da Ascensão, no Templo de Luxor, no Egito. Essa Chama esteve antes no continente perdido de Atlântida, há 11.500 anos atrás, quando o mestre, então encarnado como o sumo sacerdote do Templo da Ascensão, antes que o continente afundasse, a transportou para a sua atual localização, no plano etérico, sobre o Egito.
Viveu como Amenhotep III, ou Amenophis III, faraó egípcio, responsável por um período de grande prosperidade e crescimento naquela civilização. Nesse período iniciou o Templo de Luxor , posteriormente ampliado pelo faraó Ramsés II, único monumento do mundo que abriga documentos das épocas faraônica, greco-romana e islâmica.
Outra de suas encarnações foi como Leônidas, Rei de Esparta entre 491 a.C. e 480 a.C. Uma de suas ações mais importantes se deu por ocasião da invasão da Grécia pelos persas, em 481 a.C.. Defendendo o desfiladeiro de Termópilas, que une a Tessália à Beócia, Leônidas e uma tropa de apenas 7.000 homens, sendo apenas 300 espartanos, conseguiram repelir os ataques iniciais.
O Mestre Serapis Bey trabalha também dirigindo uma das 12 Hierarquias Solares, Câncer, a Hierarquia da Harmonia Divina, instruindo aos nascidos sob sua orientação, sobre como manter a harmonia enquanto o movimento da vida segue trazendo oportunidades de aprendizado que envolvem testes emocionais, dentro do elemento água, característico dessa hierarquia.
A sua ascensão aconteceu por volta de 400 a.C.

Fontes:
PROPHET, Elizabeth Clare. Preveja seu futuro
PONTE PARA A LIBERDADE, Haja luz.
ORLOVAS, Maria Silvia P. Os Sete Mestres.


Hélder Viviane Teles

Ministra da Cura

Nenhum comentário:

Postar um comentário